DERMATOLOGIA PEDIÁTRICA

É a área da dermatologia que cuida da saúde e das doenças da pele dos bebês, das crianças e dos adolescentes.
A pele dos bebês não está madura ao nascimento.
Ela desenvolve-se progressivamente durante a infância, e completa o seu amadurecimento apenas no final da adolescência.
Por causa desse processo de desenvolvimento contínuo, e por apresentarem características diferentes da pele dos adultos, a pele dos pequenos merece um cuidado especializado.

Recém chegada ao mundo “fora d’água”, a pele dos bebês ainda é imatura, fina e frágil. Sua principal função, que é servir como uma barreira contra agentes externos, está incompleta, favorecendo o surgimento de:

– Ressecamento e desidratação, por causa da perda de água transepidérmica;
– Infecções, por permitir a entrada de micro-organismos, como fungos, vírus, bactérias e parasitas, através da pele fina e desprotegida;
– Toxicidade sistêmica, pela absorção de substâncias aparentemente inofensivas aplicadas na pele, como cremes, pomadas, sabonetes, hidratantes, entre outros;
– Brotoejas, pela incapacidade de eliminar o suor;
– Alergias, pela falha do sistema imune cutâneo;
– Queimadura solar, pela produção insuficiente de melanina pelos melanócitos;
– Deficiência de vitamina D, pela produção insuficiente pela pele;
– Ferimentos, perfurações e machucados, pela fragilidade da camada mais externa da pele.

A consulta com um dermatologista pediátrico pode guiar os cuidados básicos que devem ser tomados nessa faixa etária, bem como orientar em relação aos produtos que podem, e os que não devem, ser utilizados.